ABORDAGEM DA EDUCAÇÃO ALIMENTAR NO CURRÍCULO ESTADUAL DE SÃO PAULO E NA PRÁTICA EM SALA DE AULA

Gabriela Morello da Silva Marçal OLIVEIRA, Thaís Gimenez da Silva AUGUSTO

Resumo


A necessidade de uma alimentação balanceada para a saúde humana é um fato incontestável. Os novos hábitos alimentares estão causando obesidade e diversos tipos de doenças na população. A família e a escola são as principais instâncias educadoras para o combate desses problemas que tem se agravado também entre crianças e adolescentes. Assim, o objetivo desse trabalho foi analisar como o Currículo do Estado de São Paulo e o professor de Ciências aborda o tema Alimentação no oitavo ano do Ensino Fundamental e caracterizar os hábitos alimentares dos alunos. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, através da análise documental do Caderno de Ciências, entrevista com a professora e aplicação de um questionário aos alunos de uma Escola Estadual de Jaboticabal - SP. A análise dos resultados permitiu concluir que: no Caderno de Ciências o tema alimentação foi abordado explorando os pontos essenciais de uma formação para a cidadania com as vistas à alimentação saudável, contudo de forma rápida e superficial, se considerada a importância da temática; o conhecimento e a didática da professora em relação ao tema proposto foi de suma importância para a aprendizagem dos alunos; embora os alunos saibam o que é necessário para ter uma alimentação saudável, nem todos o fazem, consumindo também alimentos prejudiciais à saúde. Para promover uma reflexão sobre a escolha dos alimentos, é necessário que a escola aborde essas questões desde as séries iniciais do ensino fundamental. O tratamento deste tema apenas no oitavo ano da escolaridade é tardio e insuficiente.

Palavras-chave


Ensino de Ciências. Educação alimentar. Currículo.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2014 Pedagogia em Foco



Licença Creative Commons

Pedagog. Foco, Iturama (MG) - ISSN 2178-3039